O foco triplo de um líder

Por o 2 Abril 2018

Será que por detrás de uma empresa de sucesso se encontra sempre um bom líder? Acreditamos que sim. Saiba também que nem todos os líderes são gestores e nem todos os empresários são líderes. No texto que se segue, mostramos-lhe que manter o foco o pode ajudar a ser líder na sua organização.

 

Para Luís Castañeda, autor da obra Alta gestão nas PME, todas as empresas precisam de pessoas capazes de as dirigir de forma eficaz, sendo, contudo, mais fácil identificar um líder que o definir.

Cabe a um líder gerir componentes do foro psicológico e conduzir a atenção dos liderados a um objetivo comum, direcionado para o sucesso.

“Hoje, mais do que nunca, os líderes precisam de ter em conta e assimilar perspetivas divergentes, fazer escolhas com base em informação incompleta, testar cuidadosamente os seus pressupostos, chegar a soluções rapidamente e construir relações participadas e fortes, tornando a execução eficiente”, diz Michael Roberto, professor americano de gestão e autor de várias obras.

Se se sente capaz de inspirar e estimular os outros, deu já um importante passo para se tornar líder. Os próximos é manter o foco a vários níveis. Saiba como:
 

Foco em si mesmo (interno)

Na sua obra Grandes Líderes Não Aceitam Sim Como Resposta, Michael Roberto defende que o “contexto psicológico é formado pelas normas comportamentais e pelas pressões situacionais que estão subjacentes ao processo de tomada de decisão”.

Um bom líder é aquele que, antes de liderar os outros, exerce capacidade de liderança em si mesmo através do autocontrolo de pensamentos, impulsos e sentimentos.

Apesar das alterações constantes às quais os mercados e a economia estão sujeitos, se pretende ser um verdadeiro líder, permaneça otimista, determinado e atento.

Ser capaz de manter o foco nos seus próprios objetivos, sejam eles de carácter pessoal ou profissional, é fundamental.

 

Foco nos outros (autogestão)

Um líder deve estar atento a questões humanas. Entender como o outro pensa, perceber o que está a sentir e concluir sobre o que fazer para o ajudar são alguns dos segredos de quem é líder. Empatia é o alicerce de qualquer relacionamento.

É importante desenvolver inteligência emocional e a consciência de que tudo o que fizer impactará o próximo. Transmitir confiança e positivismo aos seus stakeholders melhora o funcionamento do negócio e conduz ao sucesso.

Um bom líder deve reconhecer o valor dos seus colaboradores e parceiros e a importância que estes têm na prossecução dos objetivos da empresa.

O capital humano é um ativo capaz de gerar muito valor, em especial se sentir o seu papel reconhecido dentro da organização. Quando os membros de uma empresa são percecionados como úteis e devidamente valorizados, tornam-se mais poderosos e produtivos.

 

Foco no mercado (externo)

Todos os líderes precisam conhecer as tendências que impactam o seu negócio, sejam elas económicas, tecnológicas ou sociais. Para tal, é necessário manter o foco no mercado em que atua: saber quais as oportunidades/ameaças inerentes e estar devidamente preparado para as oscilações do mesmo.

Segundo o conhecido autor e psicólogo, Daniel Goleman, “os líderes cegos, ou com uma visão limitada dos sistemas dentro dos quais operam, serão apanhados de surpresa”.

Prepare-se para enfrentar os desafios que advêm do exterior, demonstrando constante flexibilidade e capacidade de adaptação. Com principal enfoque na internet e nas ferramentas digitais. Elas são, atualmente, a alavanca para o progresso de qualquer negócio.

 

Conseguir manter o equilíbrio entre estes três focos é determinante para ganhar capacidade de gerir com sucesso tudo aquilo a que se disponibiliza a fazer.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

Avatar

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Subscreva o Blog

For security reasons, JavaScript and Cookies must be enable in your browser to subscribe