Gestores recém-contratados da Barilla aprendem a voar

Por o 27 Novembro 2020

A Cegos e a Barilla ganharam recentemente uma medalha de ouro nos prestigiados prémios Brandon Hall Excellence Awards, na categoria de “Best Advance in Employee Engagement”.

Contarei, de seguida, a história de como a equipa da Cegos ajudou uma empresa mundial do setor alimentar e das bebidas a desenvolver soft skills valiosas em todos os colaboradores.

A fidelidade é importante para a Barilla, uma empresa familiar italiana do setor alimentar, que  se esforça por desenvolver este valor desde o primeiro momento, em qualquer tipo de relação. E que melhor momento para começar do que durante o processo de integração dos novos colaboradores?

A Barilla contactou a Cegos em 2017 para criar um programa de acolhimento que preparasse jovens profissionais e outros recém-chegados para oportunidades futuras na área da gestão. O objetivo da empresa era incutir os seus valores nos recém-contratados, promover mais engagement, incentivar à retenção a longo prazo e aumentar a produtividade.

Depois de explorar diferentes opções, criámos, em conjunto, um programa chamado Learn to Fly – uma aprendizagem que combina a vertente presencial e virtual, e que ajuda as pessoas a serem, individualmente, eficazes, bem como a desenvolverem competências comunicacionais, relacionais e de tomada de decisão.

O programa teria de alcançar dois principais objetivos:

  • reforçar a relação e as competências analíticas dos colaboradores para ajudá-los a resolver problemas e a tomar decisões de forma mais eficiente;
  • desenvolver um processo de aprendizagem digital que envolva os participantes numa experiência de aprendizagem contínua e blended.

O programa teria também de refletir os valores e a missão da empresa, espelhados no seu lema: “Good for You, Good for the Planet” (bom para si, bom para o Planeta). Os participantes foram incentivados a ser a mudança que queriam ver, inspirados pela paixão, curiosidade intelectual e diversidade. Isto significaria seguir os valores da Barilla com autenticidade. Estes valores foram integrados no percurso formativo profissional dos participantes e postos em prática no exercício diário das suas funções.

O programa levanta voo

Nos últimos três anos, desenvolvemos o programa Learn to Fly, lançado para mais de 500 pessoas em nove países, na Europa e na América.

Os resultados foram maioritária e surpreendentemente positivos. De acordo com a avaliação da experiência feita internamente pelos participantes, a taxa de satisfação acumulada em relação a este programa foi de 4,2/5. Esta pontuação é considerada excecional para a Barilla, e acabou por servir de forte referência para outras iniciativas de aprendizagem e desenvolvimento. Cerca de 84% das pessoas que responderam afirmaram que o programa era muito bom ou excelente, e 38% deu a pontuação máxima.

Os conteúdos do programa foram bem utilizados, e os participantes comentaram sobre a utilidade das suas novas competências no local de trabalho. Nas fichas de feedback, lemos relatos de participantes a afirmarem que o programa os ajudou a “aprender um novo método de comunicação que me ajuda a alcançar, de forma consistente, resultados na minha vida profissional e pessoal.” Desde então, o programa tornou-se muito conhecido entre toda a comunidade Barilla, e, atualmente, os participantes partilham uma linguagem comum por terem feito esta formação.

Ingrediente secreto

O que faz com que Learn to Fly tenha funcionado tão bem?

A empresa Barilla também é conhecida no mundo pelos deliciosos molhos e ingredientes. Haveria então um “ingrediente secreto” no programa que tivesse provocado tanta satisfação?

Foram vários os elementos que, juntos, contribuíram para o sucesso de Learn to Fly.

1 – A estrutura geral seguia um modelo blended eficaz, que assegurava o engagement dos participantes logo desde o primeiro momento. Foi ministrado conteúdo de excelência através de modalidades ao vivo e assíncronas, incluindo oportunidades de interação e uma jornada clara de transferência para o contexto real de trabalho integradas na plataforma digital. Além disso, toda a experiência é feita sem recorrer a papel, o que vai ao encontro das indicações da Barilla do ponto de vista ecológico.

2 – Foi criada uma estrutura corporativa central através da colaboração entre o diretor de RH, o chief supply chain officer, o chief L&D officer e o presidente da região americana.

Tal foi fundamental para estabelecer o alinhamento global do processo de acolhimento e transmitir uma linguagem cultural consistente ao longo do programa. Ajudou também a Barilla a harmonizar e estabilizar os processos relativos a recursos e a recrutamento à escala global.

3 – Learn to Fly é standardizado em todo o mundo. O programa é o mesmo em todos os países, bem como todos os materiais de formação (slideshows, roleplays e exercícios), que estão em inglês. No entanto, o conteúdo pode ser adaptado à língua e cultura locais, sempre que necessário. 

Um dos resultados inesperados do programa foi a rapidez com que cresceu. Inicialmente concebido como um programa de acolhimento para novas contratações, Learn to Fly foi, depois, alargado aos colaboradores que já trabalhavam na empresa há vários anos.

Demonstrou-se, também, que a formação virtual teve muita aceitação. Na verdade, tornou-se numa espécie de dádiva durante o confinamento, pois significava que podíamos continuar a oferecer o programa sem interrupções.

Tal foi o sucesso do programa, que a Barilla acabou por se tornar num case study, o que levou a que ganhasse a medalha de ouro nos Brandon Hall Awards na categoria de “Best Advance in Employee Engagement”.

Um resultado maravilhoso para todos os envolvidos!

Filippo Romanini, L&D Director da Barilla, fala-nos sobre o programa Learn to Fly

Se gostaria de saber mais sobre a forma como a Cegoc pode potenciar as soft skills dos seus colaboradores, visite o nosso website e entre em contacto connosco.


Este artigo foi originalmente publicado aqui.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

Avatar

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Subscreva o Blog

For security reasons, JavaScript and Cookies must be enable in your browser to subscribe