Há diferenças na capacidade de liderança entre homens e mulheres?

Por o 14 Maio 2019

Longe vai o tempo em que as grandes empresas eram geridas exclusivamente por homens. Neste contexto,  um estudo levado a cabo em 2016 pelo Instituto Peterson para Economias Internacionais comprovou que atualmente existem quase tantas mulheres como homens em cargos de gestão de grandes multinacionais.

 

Mas… de que forma é diferente a liderança entre géneros?

Existirá mesmo alguma particularidade na forma como homens e mulheres lidam com os seus colaboradores?

 

 

Vários estudos indicam que as mulheres têm uma chefia mais democrática e liberal do que os homens, que têm habitualmente uma liderança tendencialmente mais autoritária. Um desses estudos pertence à autora Susan R. Madsen e encontra-se na obra “Handbook of Research on Gender and Leadership”, onde explica que “as mulheres são mais recíprocas que os homens a decisões tomadas com a participação de todos os colaboradores”

Homens e mulheres possuem também, por predefinição, grandes diferenças na forma como se comunicam, relacionam e percecionam com aquilo que está à sua volta. As mulheres são geralmente mais organizadas, empáticas e sensíveis ao detalhe, enquanto os elementos do sexo masculino têm uma visão muito mais ampla, rigorosa e controlada das situações. Num contexto de liderança, estas diferenças são evidenciadas principalmente na relação com os colaboradores. Anna Górska, autora de uma investigação feita para a Universidade de Kozminski, concluiu que “as mulheres são mais solidárias que os homens para com os seus colaboradores, dando-lhes mais liberdade e menos supervisão”. 

 

Uma explicação científica

Estas discrepâncias no tipo de liderança entre homens e mulheres são explicadas, em parte, pelas diferenças neurológicas existentes no cérebro do homem e da mulher. O primeiro tem melhores conexões neurais dentro de um hemisfério e na sua região frontal, o que lhe concede uma maior aptidão para uma gestão mais baseada na ação e menos na análise.

Por outro lado, as mulheres têm uma melhor conexão neural na zona do telencéfalo e entre ambos os hemisférios dando-lhes uma maior predisposição para o multi-tasking e para uma melhor análise dos problemas.

 

Nenhuma destas lideranças é “superior” à outra

Homens e mulheres lideram os seus projetos de forma diferente mas acrescentam sempre valor à gestão que fazem, sendo que o importante é que no fim consigam levar as suas equipas a atingir os objetivos delineados.

No fundo, um grande líder terá sempre algumas características intrínsecas à sua personalidade independentemente de ser homem ou mulher, tais como a capacidade de organização, a inteligência, a assertividade, a curiosidade, a criatividade e a visão a médio e longo prazo.

A verdade é que são muitas as variáveis que podem influenciar o estilo de liderança. A experiência num cargo de gestão de equipas é um dos principais fatores mas outros como a cultura onde estão integrados, a educação que tiveram e a formação académica de cada um também desempenham um papel importante para definir o tipo de liderança de um gestor.

Para saber mais sobre este tema, recomendamos a formação CEGOC Os 4 papéis essenciais da Liderança

/5 - Voir tous les avis

Outra publicação do mesmo tema

Deixe um comentário

Avatar

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Avatar

Luis Gonçalves Desde 1 semana

Super útil industrialmente e formação

Resposta
Avatar

Luis Gonçalves Desde 1 semana

analitico e indispensavel na industria

Resposta

Subscreva o Blog

For security reasons, JavaScript and Cookies must be enable in your browser to subscribe