A arte de comunicar V – O que está na minha mente, consigo comunicar e influenciar

Por o 31 Janeiro 2019

Nestes últimos 4 meses falei da arte de comunicar e como podemos, através da nossa comunicação, passar melhor a mensagem. Na arte de comunicar, relembrei pequenos ensinamentos que todos sabemos, e que poucos de nós o praticamos.

Nos dias de hoje a forma de como se diz as coisas é superior às palavras em si, é mais importante a forma como dizemos ou fazemos as coisas do que propriamente o que se passou. Muitas das vezes, não são as palavras ditas, mas sim a forma como são ditas.

 

Essa é a real diferença entre “falar” e “comunicar”

Apresentei no primeiro artigo que é muito importante definir um verdadeiro objetivo para a nossa comunicação e para ajudar apresentei o Q.Q.Q.P.C., que depois no artigo seguinte foi explorado (Quê | Quem | Quando | Porquê | Como).

São as várias questões que deveremos fazer para que a nossa comunicação seja mais clara e simples.

Quê

É o conteúdo que queremos passar, e quanto melhor o dominamos, melhor conseguimos destacar o mais importante;

Quem

É o nosso público, que deveremos conhecer e perceber o que nos pode unir;

Quando

Momentos em que queremos passar as várias mensagens (nunca mais do que 3 / 4) e cada mensagem deve ser simples, clara e curta!

Porquê

São os porquês mais importantes da comunicação: porque quero dizer, porque é bom para o recetor, porque é importante, o que ele ganha com essa informação, etc.

Como

Forma de passar a informação, as ações e o seu formato. Aqui o treino é fundamental! Preparar cada “como” é o dar importância a toda a “forma” como pretendemos passar a mensagem.

A preparação e o treino são os momentos onde podemos fazer parecer com que o improviso pareça… improviso!

Para que possamos dominar melhor a comunicação, apresentei o CHA (Conhecimento, Habilidade e Atitude). O conhecimento é a nossa informação teórica, relembro que as mensagens demasiado teóricas e trabalhadas complicam as mensagens que queremos passar. Devemos sempre ter o total domínio e conhecimento do que estamos a falar, mas para que a mensagem passe, necessitamos da habilidade, que traduz em mensagens simples e claras o nosso conhecimento. Aqui é o lado mais rico da comunicação, onde está a nossa prática e capacidade de execução, onde procuramos sempre a simplicidade. A atitude é a forma como tudo acontece, onde se demonstra o querer, onde nos obriga a mudança e a fazer diferente.

Sai da zona de conforto, procura a tua vontade de fazer cada vez mais e melhor!

Procura sempre a tua zona de “desconforto” e cria inúmeras, ao fazeres isso vais aumentar a tua zona de conforto!

A procura pelo SIM na comunicação foi o último artigo que escrevi, onde o nosso real SIM é o momento, na comunicação, que queremos que aconteça “algo”, onde procuramos a resposta do recetor, seja com palavras, emoções, silêncios, etc…
Para que exista esse momento SIM, devemos saber, antes de tudo, qual o motivo porque o queremos, quais os momentos em que o pretendemos e como é que vamos fazer para orientar toda a comunicação para esse SIM.

Procura o teu SIM em cada momento teu! Ele faz com que consigamos sorrir muito mais vezes!

Em resumo – todos nós, ao sabermos o real motivo, ao dominarmos as técnicas, ao sermos simples na comunicação e com conhecimento, habilidade e técnica, conseguimos encontrar o nosso real SIM!

O que está claro na tua mente tu consegues comunicar e influenciar!

Nos próximos artigos vou falar de liderança e motivação associadas à comunicação.

Para saber mais sobre este tema, recomendamos a formação CEGOC Liderança e gestão de equipas

/5 - Voir tous les avis

Artigos relacionados

Deixe um comentário

Avatar

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Avatar

Paulo Vieira da Silva Desde 2 anos

Sem dúvida! Comunicar algo de forma simples e com a linguagem, também corporal adequada, faz toda a diferença. artigo muito bom, simples e claro!

Resposta

Subscreva o Blog

For security reasons, JavaScript and Cookies must be enable in your browser to subscribe