Como gerir uma equipa multigeracional de forma eficaz

Por o 26 Setembro 2017

Trabalhar com uma equipa de multigerações pode ser um desafio, mas a chave é entender a forma como cada geração pensa e de que forma os vários elementos de cada geração podem vir a ser motivados e criar valor para a organização e para as equipas.

 

Assim como os profissionais mais experientes têm que se adaptar aos colegas mais jovens, os jovens profissionais também podem assimilar as diferenças e fazer parte de uma equipa com pessoas de multigerações.

 

As diferenças entre os membros da equipa

Entender as diferenças e respeitá-las é essencial para a gestão de conflitos entre os membros de uma qualquer equipa, trocar experiências sem preconceitos ou ruídos na comunicação é caminho para gerir as diferentes gerações e ajudar as pessoas a tomar consciência do valor de cada membro. Isso permite também que a equipa tenha uma melhor sinergia, que trabalhem juntos de forma mais eficaz e alcancem uma maior produtividade.

De forma geral, uma pessoa jovem é um excelente recurso para introduzir novas ideias para a empresa. Chegam ao mercado de trabalho com vontade de mudar e modernizar, e tentam contagiar todos com a sua energia. Um conselho aos profissionais mais jovens é de facto ouvir primeiro e então tecer os seus comentários, ideias e sugestões.

Já os profissionais mais experientes da equipa são habitualmente mais avessos a mudanças, gostam de manter os procedimentos e processos da forma como já fazem há algum tempo, e possuem mais experiência para gerir as suas atividades.

Nesse caso, o conselho para os profissionais mais experientes é tentar não ir contra as novas ideias, elas podem contribuir para melhorar o dia a dia e podem ser aperfeiçoadas com a ajuda da experiência de quem está há mais tempo no mercado de trabalho e entende mais profundamente a dinâmica da empresa. Ter este tipo de flexibilidade é uma competência vital para profissionais.

 

Gerir a diversidade

Cada geração tem as suas próprias características, valores e atitudes em relação ao trabalho, com base nas suas experiências de vida. Para as integrar com sucesso na empresa, os líderes precisam de adotar mudanças significativas a curto prazo em várias áreas organizacionais, alterações essas que demonstrem ativamente o respeito e a inclusão na sua força de trabalho de várias gerações.

 

  • Criar valor através da diversidade de gerações

Nesse sentido, urge iniciar um processo de reestruturação nas empresas com base nas pessoas. Será fulcral identificar as boas práticas e soluções possíveis que possam garantir que esta convivência multigeracional vai criar valor para a organização agora e no futuro.

 

Sabemos que colocar várias gerações a trabalhar em conjunto é um grande desafio. A sua integração em projetos transversais vai permitir uma oportunidade para se “educarem” uns aos outros sobre a história de cada geração, características, valores, cultura, linguagem, contribuindo para a compreensão holística dos problemas e identificação das melhores soluções para negócios ou processos.

 

Se não for possível de forma recorrente garantir equipas multigeracionais, as empresas devem pelo menos implementar programas robustos de mentoring e reverse mentoring (determinando as necessidades de desenvolvimento de ambas as partes) que garantam a transferência de conhecimento e retenção da sabedoria organizacional.  Desde programas individuais a sessões de grupo, leadership breakfasts, são vários os modelos que se podem adotar para fazer o conhecimento inter-relacional fluir.

 

  • Criar um ambiente aberto e inclusivo

Criar um ambiente de respeito, aberto e inclusivo, onde os trabalhadores de todas as idades e origens culturais podem partilhar quem eles são é absolutamente crítico para o sucesso da organização. Este ambiente depende em muito do desenvolvimento de skills relacionais, pelo que é necessário garantir que os colaboradores permanecem abertos a novas ideias, promovem o feedback constante e retiram frutos das diferentes perspetivas que as várias gerações trazem para cada uma das temáticas.

 

  • Conquistar a confiança dos membros da equipa e lealdade

Os líderes de sucesso precisam de pessoas à sua volta que partilhem a mesma missão e visão, e estejam entusiasmados com isso. Como líder é fundamental ganhar a confiança das pessoas que está a liderar e manter a sua lealdade para com elas.  A sua experiência enquanto líder e a sua confiança na capacidade para vencer irá inspirar e fazer as pessoas acreditarem nas suas capacidades como gestor, independentemente da geração a que fazem parte.

 

  • Agradecer a todos os que ajudam o projeto a ter sucesso

O sucesso do projeto depende maioritariamente da equipa que o realiza. Grandes líderes sabem que mostrar  apreciação é uma ótima forma de demonstrar às pessoas que elas são valorizadas. Diga “obrigado” e reconheça publicamente a todos os que ajudaram ao sucesso do projeto. Definir e comunicar um sistema de reconhecimento faz com que ao longo do tempo, cada um dos membros tenha uma clara noção de quanto valoriza os seus esforços e quanto eles significam para a sua organização.

 

Com a variedade de recursos de várias gerações no local de trabalho de hoje, as empresas já não podem guiar-se pelas regras tradicionais de liderança e gestão. Existem vantagens reais que podem ser captadas abraçando a diversidade entre gerações para criar um ambiente de trabalho flexível, que valoriza todas as pessoas e as mantém produtivas, independentemente da idade.

 

Artigos relacionados

Deixe um comentário

Avatar

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Subscreva o Blog

For security reasons, JavaScript and Cookies must be enable in your browser to subscribe