Liderar: tornar a missão possível

Por o 12 Abril 2017

Qual a Missão de um Líder? E o que significa Liderar com Missão? Acompanhe-me neste texto e faça parte da Missão!

 

 

A Missão do Líder

A primeira Missão do líder é tornar a Missão Possível! E, diríamos, tornar a “Missão Possível” é, em primeiro lugar, clarificar a Missão, comunicando-a a todos de forma precisa colocando-a, de uma forma consistente, no Mapa Estratégico da Organização. Quando o líder clarifica a Missão, clarifica também a gestão, o comportamento e o índice de qualidade. Clarifica as relações de dentro para fora e de dentro para dentro. Quando as organizações, famílias, círculos de amigos e comunidades sabem o que têm de fazer, então os objetivos e os processos comportamentais tornam-se mais claros.

Quando os líderes comunicam a Missão da Organização a cada colaborador e a cada equipa dão origem à concretização de um importante processo: o processo de consciencialização da importância de cada um no Todo Organizacional: “a final eu existo e a minha existência enquanto colaborador permite à empresa cumprir mais da sua Missão.” Ao fazê-lo, o líder potencia nas organizações que lidera a probabilidade de assegurar o cumprimento das respetivas Missões, impactando positivamente nos resultados e em quem assegura esses mesmos resultados: as pessoas.

 

Liderança com Missão

Liderança com Missão é liderança diferenciadora; é aquela que vai além do comum e normal na dimensão boa da liderança e que fica aquém do comum e normal na dimensão menos boa da liderança.

Assim pode, pois, dizer-se que liderar com Missão não é apenas:

  • adaptar a organização ao real imprevisivelmente disruptivo e veloz;
  • assegurar ou superar metas, objetivos e resultados;
  • transformar a gestão e a liderança em veículos de qualidade total;
  • achatar a estrutura organizacional e metodologias produtivas em busca de uma “cultura lean”;
  • atrair, motivar e reter talentos;
  • promover uma cultura de inovação antecipada;
  • fazer com que a marca da organização seja uma first choice mark;
  • criar uma cultura de felicidade e auto-realização;
  • fazer crescer as equipas ou
  • criar valor e prosseguir a excelência. Liderar com Missão é tudo isto e talvez muito mais.

 

Ter presente a Missão

Liderar sob o prisma da Missão, implica descobrir novos caminhos. E esses caminhos por descobrir são muitas vezes soluções simples, propostas por quem sabe o seu propósito. Ter presente a Missão permite uma reorientação e um realinhamento comportamental com impacto nos métodos de gestão. “Cumprir o script da Missão” ajuda a “disromper o mesmismo” da inércia, da insegurança e do medo, elevando ao mesmo tempo o nível das pessoas, dos resultados e do valor entregue aos stakeholders. Atuar com a Missão em mente põe o foco na qualidade do desempenho, na qualidade das relações e torna consciente o processo de criação do clima e da cultura organizacional. Concretizar a Missão da empresa garante maior probabilidade de justiça, equidade e liberdade, harmonizando também as diferenças e os valores.

 

Liderar com Missão é…

Liderar com Missão é potenciar e facilitar a edificação e a concretização harmoniosa e equilibrada de muitas Missões, desde logo: a Missão da Empresa, a Missão das Equipas que lidera, a Missão de Cada Membro da Equipa e a sua Própria Missão.

Almejar e atingir este equilíbrio por via da prossecução e cumprimento das Missões dos vários intervenientes consistirá no cumprimento da Missão Alargada ou o cumprimento da Missão Ideal.

Este cumprimento verifica-se quando o líder potencia e cria as condições necessárias para que todos os intervenientes no processo estratégico sintam que a sua Missão intrínseca, como cidadãos do mundo, está também a ser cumprida e que essa mesma Missão, tal como a sua Missão enquanto colaborador, fazem parte de um propósito: o propósito maior de contribuir para a evolução. Evolução do outro, das instituições, das sociedades e das civilizações.

 

A Missão da Organização

Por pequena que seja, a Missão da Organização quando identificada no espetro do mercado global, sempre acrescentará algo. Algo ético ou algo estético que, inevitavelmente, será descoberto, concebido e concretizado facilitando assim os pulos e os avanços do mundo. Como se “o bater das asas da Missão de uma Casa de Pastéis pudesse impactar na economia de um País inteiro”, qual efeito borboleta! O caos no seu melhor! O caos no seu processo intrínseco de impacto. Cada microlitro de qualidade de uma pequena empresa fará o rio do sucesso de muitas outras. Cada Pessoa realizada por via da Missão de cada um e da Missão da Empresa torna-se condição do crescimento dos povos e da humanidade pela energia positiva despoletada e pelo efeito sinérgico do exemplo.

Almejar atingir este propósito maior de contribuir para o todo é a Missão que não se vê. É a Missão ditada pela energia de uma inevitabilidade: alguém tem que representar a lei imutável da evolução e ao representá-la, cumpre um “guião”. O guião do propósito maior. O guião da Missão que funciona como motor da evolução.

Qualquer obra mental ou arquitetonicamente projetada por mais grandiosa que seja, apenas será uma utopia quando for provado que essa obra não pode realizar-se! Até à verificação desse momentum probatório, cabe aos líderes fazer algo e só fazem algo, porque há algo a fazer e só há algo a fazer, porque há algo a deixar. O Líder enquanto faz, cumpre a sua Missão e quando deixa, deixa o seu legado.

Através das emoções que o líder cria, a família, os amigos, os liderados ou clientes externos usufruem, na prática, de algo ético e algo de estético. Algo novo, a energia de um sonho, a visão de uma solução, um caminho novo, um tempo ou espaço para questionar. Uma vida com propósito.

O líder cumpre a sua missão como se fosse ordenado por uma causa maior indesviável que lhe coloca nas mãos sementes que sendo plantadas germinarão árvores que o líder jamais verá. E, mesmo sabendo-o e, quem sabe, até por isso, as lança na terra.

 

“Nada proporciona melhor capacidade de superação e resistência aos problemas e dificuldades em geral do que a consciência de ter uma missão a cumprir na vida.”

Viktor Frankl


Viiste a área de Formação em Liderança no site da Cegoc.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

Avatar

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Avatar

Ronaldo Lundgren Desde 4 anos

Parabéns. Abordou com clareza um dos mais importantes papéis do líder. (www.lideranca.blog.br)

Resposta
    Avatar

    António Teixeira Desde 4 anos

    Caro Ronaldo Lundgren,
    Muito agradeço o seu comentário.
    De facto, acredito que todos contam. Somos UM:) e o Líder com “L” (grande) deve procurar Realizar as Pessoas, também por via do cumprimento da Missão de cada um, para aumentar a probabilidade de Realizar Resultados durante mais tempo. Melhores cumprimentos.

Avatar

Anderson Desde 3 anos

Excelente artigo. Parabéns!!!!!

Resposta

Subscreva o Blog

For security reasons, JavaScript and Cookies must be enable in your browser to subscribe