Liderança: A Visão da Mudança Permanente

Por o 6 Fevereiro 2017

O que é um Líder visionário? Este Líder vê o passado e antecipa o futuro… e as pessoas acompanham-no, assumem-no e ajudam-no a edificar hoje cada uma das suas visões antecipadas que tornam possível a mudança em evolução de todas as dimensões em que a sua atuação impacta. Como? Acompanhe-me neste texto.

 

S6-BLOG-LID-680X250_V2

 

Líder Visionário: Liderar é Ver Antes!

O Líder Visionário tira fotografias mentais ao futuro e concretiza-as em obras no presente mediante o trabalho sinérgico das equipas que o acompanham. Este Líder vê o passado e antecipa o futuro construindo a evolução nas várias dimensões em que vive. Desde os ciclos de influência mais próximos como a família, aos ciclos de influência mais alargados como as organizações, a sociedade ou mundo.

A sua autoconsciência integral do espaço-tempo recolhe-o aos primórdios da Essência do Humano, conseguindo “ver” o movimento sequencial da mudança permanente. Como “conhece o fim do filme”, concretiza-o no presente como um processo e pelo seu estilo de liderança, leva os seus seguidores a assumirem a premência da construção antecipada do futuro. E as pessoas acompanham-no, assumem-no e ajudam-no a edificar hoje cada uma das suas visões antecipadas que tornam possível a mudança em evolução de todas as dimensões em que a sua atuação impacta.

 

O princípio da evolução

Uma vez que trabalha em antecipação mental e estratégica, este líder concebe de forma profunda, “vendo” a inovação dos produtos, serviços e mercados, mas também a inovação dos valores, das competências e comportamentos. Estas mudanças inovadoras são concebidas e operacionalizadas através de novas formas de organização metodológica da gestão e novas formas de estruturação das relações de liderança.

S6-BLOG-LID-680X250

Ao atuar com os “binóculos do futuro”, nutre-o uma satisfação insatisfeita, própria dos que têm consciência profunda da essência de mudança, buscando por isso, incessantemente, uma “nova visão” que lhe permita construir paulatinamente o princípio estruturante da sua ação: o princípio da evolução. O domínio dos contornos e da forma como este princípio da evolução se concretiza, viabiliza a construção de grandes obras por via da fundação precisa dos grandes pilares das organizações como são o rigoroso cumprimento dos resultados orçamentados e a criação de condições favoráveis à realização pessoal de todos aqueles que acompanham o líder de forma permanente ou provisória.

Com uma atuação de sentido empático e sistémico o líder visionário absorve os “sinais fracos” e traz ao real, em partilha, a sua “sede do novo”. Esta ânsia pela conceção inovadora dá-lhe inexorável e paradoxalmente a consciência do provisório e a convicção de que a sua contribuição acrescenta apenas um elo á grande corrente que sustenta o “caminho humano”.

Para materializar no real o que perscruta no silêncio da sua autoconsciência o líder concebe uma visão estruturada que será comunicada através de um cuidadoso e pormenorizado processo tendente a influenciar e mobilizar as pessoas à concretização da visão.

 

O fim em mente!

A diferenciação pela positiva das organizações, equipas ou grupos que lidera é o fim que o líder visionário tem em mente. E nessa visão perscrutada nos confins do futuro, o timoneiro visionário pode almejar atingir, entre outras, as seguintes “visões”:

  • a liderança do mercado em quota;
  • (ii) a liderança do mercado em qualidade;
  • (iii) a recuperação de uma posição no mercado;
  • (iv) resolução de crises complexas ou (v) a criação do que não há.

 

O líder visionário vê para além de si.

Vê o outro, vê a obra, vê o futuro, o presente e o passado e equilibra a sua visão estratégica pessoal com a visão estratégica das organizações e das pessoas que o acompanham. Sabe onde está, o que faz e como faz, sabendo também onde pretende chegar e o que pretende fazer e como.

A sua metaconsciência diz-lhe que tudo é movimento e por isso sem permanência. Nesse sentido ajuda a criar uma cultura de crença na mudança permanente com a convicção que as obras são maiores que os seus concetores e permanecem mais do que eles.

E porque o tempo urge inexorável e sem retorno aos mesmos lugares, identifica para si, enquanto líder visionário, o único “elemento do todo” que partilha da ideia de permanência: pensar sempre o que nunca ninguém pensou porque liderar é ver antes.

 

“A permanência é uma ilusão. Somente a mudança é real. É impossível descer duas vezes no mesmo rio.”

Heráclito


Visite a área de Formação em Liderança no nosso site.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

Avatar

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Subscreva o Blog

For security reasons, JavaScript and Cookies must be enable in your browser to subscribe