Preparem-se, o Futuro começou ontem!

Por o 9 Janeiro 2017

Para o bem e para o mal, o mundo deixou de ser o nosso bairro e passou a ser o nosso planeta. Como podemos preparar o presente e desenhar o futuro, com base nas recentes mudanças e evoluções tecnológicas?

 

blog-lid_680x250

 

O futuro tornou-se realidade…

O futuro começou ontem, há alguns anos atrás os miúdos brincavam na rua a jogar a bola, às escondidas ou à apanhada, na televisão viam o Star Trek, o Espaço 1999, a Guerra das Estrelas, o Automan, o Robocop ou mesmo o Regresso ao Futuro. Tudo isto era completamente futurista, parecia inimaginável que num futuro próximo algo semelhante pudesse vir a tornar-se realidade.

Os anos passaram e o mundo mudou e foi evoluindo. A internet tornou as pessoas mais próximas, levou a informação mais rápido a sítios de difícil acesso, criou comunidades de conhecimento e interesses que permitiram desenvolver novos produtos e serviços. Para o bem e para o mal, o mundo deixou de ser o nosso bairro e passou a ser o nosso planeta.

Quando pensamos no que podemos fazer, já não podemos pensar que o nosso vizinho da frente pode fazer o mesmo e deixamos de vender o nosso serviço, temos de ser bons e diferenciarmo-nos, porque o nosso vizinho do outro lado do mundo pode e vai fazer o mesmo. Ou criamos sinergias e alianças, e pensamos como seduzir os nossos clientes com a qualidade e a necessidade dos nossos produtos, ou rapidamente veremos os nossos produtos a serem substituídos.

Temos de pensar o futuro hoje, sem pudores, sem medo de cairmos no ridículo, a pensar diferente, deste modo preparamo-nos para o presente e desenhamos o futuro.

 

Hoje temos automóveis elétricos e autónomos, não necessitam de condutor, levam-nos de Lisboa ao Porto, a Madrid ou Paris, para isso basta programar o destino. Os automóveis já têm sensores que permitem comunicar entre eles e neste momento já se começa a preparar as infra-estruturas, como as estradas e a sinalização, para comunicarem com os automóveis.

 

Questões que a realidade atual nos coloca

Este futuro leva-nos a questões como:

  1. Quais são os efeitos dos automóveis autónomos na sociedade?
  2. Podem ocorrer acidentes entre veículos autónomos? De quem é a culpa?
  3. Quando ocorrer um acidente fatal num veículo autónomo, qual será a sentença em tribunal?

Hoje temos agências espaciais a vender viagens a Marte, temos robôs em planetas a retirar amostras e a filmar a vida espacial. Hoje, fala-se da Internet das coisas (IoT), termo estranho para muitos…a internet das coisas baseia-se no facto de permitir a ligação e comunicação entre vários dispositivos tecnológicos. O que permite que o futuro seja hoje e se consiga dar ordens para o relógio, tal como Michael Night fazia para chamar o seu carro, e ligar o ar condicionado de casa.

Hoje temos wearables e hoverboards tal como Michael J. Fox no “Regresso ao futuro”. A medicina e a tecnologia estão de mãos dadas, existem robôs que permitem fazer cirurgias com mais precisão, outros que fazem de enfermeiros e os exoesqueletos que víamos no “Avatar” ou “Robocop” permitem que pessoas possam voltar a andar e a mover-se…. O futuro está muito próximo.

Cabe-nos a nós, crianças do passado, em conjunto com os adultos do futuro, pensar, sonhar e desenhar o futuro que queremos, porque tal como Pessoa disse:

“Deus quer, o Homem sonha e a obra nasce.”

Fernando Pessoa

 

Artigos relacionados

Deixe um comentário

Avatar

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Subscreva o Blog

For security reasons, JavaScript and Cookies must be enable in your browser to subscribe